Ler Historia

Lisboa, Centro de Estudos de Historia Contemporanea Portuguesa
Quadrimestrale
ISSN: 0870-6182
Conservata in: Università degli Studi di Firenze, Biblioteca di Scienze Sociali
Punto di servizio: Economia, Riv. Straniere 0701
Consistenza: n. 15, 1989-

[ 2020-2011 ] [ 2010-2001 ] [ 2000-1991 ] [ 1990-1987 ]

copertina della rivista


n. 70, 2017

José Vicente Serrão, Editorial

DOSSIER: A POLÍCIA E AS POLÍCIAS NO MUNDO IBERO-AMERICANO, SÉCULOS XIX E XX
Gonçalo Rocha Gonçalves, Marco Alpande Póvoa, A polícia e as polícias no mundo ibero-americano: introdução
Diego Galeano, Entre el orden y la fuerza bruta: una historia política de la policía de Buenos Aires, 1852-1880
Diego Pulido Esteva, Gendarmes, inspectores y comisarios: historia del sistema policial en la ciudad de México, 1870-1930
Gonçalo Rocha Gonçalves e Marco Alpande Póvoa, Bloqueios políticos e dinâmicas organizacionais na polícia portuguesa durante a Primeira República
Sergio Vaquero Martínez, Entre la republicanización y la militarización. Las transformaciones de las fuerzas policiales en la Segunda República española, 1931-1936

ARTIGOS
Felipe Aguiar Damasceno, Direitos de propriedade em terras rebeldes: as sesmarias dos Palmares de Pernambuco, 1678-1775
António Rafael Amaro, O Estado, o interesse nacional e o poder de pressão das elites regionais: a institucionalização da região vinícola do Dão, 1907-1910
Jesús-Ángel Redondo Cardeñoso, Protestas populares por las subsistencias en el Alentejo durante la Gran Guerra, 1914-1918
Ana Clotilde Correia, O Estado Novo e a repressão da homossexualidade, 1933-1943

ESPELHO DE CLIO
Serge Gruzinski, Até que ponto a história nos torna mais humanos?
Graça Almeida Borges, O historiador como língua do passado. Entrevista a Stuart B. Schwartz

EM DEBATE
António Vilhena de Carvalho, A escrita da história na China: o historiador sem alternativa? Ensaio bibliográfico

Recensão


n. 69, 2016

VÁRIA

ESTUDOS
Fernando Dores Costa, O estigma da «natureza humana» como fundamento para os modos de governação, p. 7
Antonio Moliner Prada, En torno a la Revolución Liberal y la Iglesia española del siglo XIX, p. 31
José Neves, A militância comunista enquanto prática utópica– da resistência antifascista à sociedade pós-disciplinar, p. 78
Ricardo Noronha, Anatomia de um golpe de Estado fracassado: 11 de março de 1975, p. 71

ESPELHO DE CLIO
Daniel Alves, As Humanidades Digitais como uma comunidade de práticas dentro do formalismo académico: dos exemplos internacionais ao caso português, p. 91

MATERIAIS DA MEMÓRIA
Benedicta Maria Duque Vieira, Uma educação de há 100 anos, p. 107

EM DEBATE
José Raimundo Noras, O Tibete entre impérios: formação e sobrevivência de uma identidade cultural. Ensaio bibliográfico, p. 125
Adelino Cunha, Identidade imperial e multietnicidade na União Soviética. Ensaio bibliográfico, p. 125
Rafael Serrano García, Debates historiográficos sobre la Segunda República española (1931-1936), p. 155


n. 68, 2015

SOB O SIGNO DA LIBERDADE

Dossiê - Sob o signo da liberdade: o liberalismo peninsular
António Monteiro Cardoso, Fátima Sá, Melo Ferreira, Introdução, p. 7
Grégoire Bron, La diplomatie du libéralisme portugaiset la solidarité aristocratique internationale (1828-1832) , p. 9
Sandra Coelho, « O Negócio da Urna » : as eleições de 1842, p. 33
Margarita Barral Martínez, Performing Monarchy and national identity in the liberal culture : the case of Galicia (1858), p. 69

ARTIGOS
Marinete dos Santos Silva, O tráfico e a exploração de mulheres na prostituição no Rio de Janeiro na segunda metade do século xix, p. 87
George Manuel Gomes, A construção do «hispanismo» na obra política de António Sardinha (1915-1925) , p. 109
Tiago Brandão, Origens da Comissão Nacional do Ambiente na emergência da política ambiental em Portugal , p. 129


n. 67, 2014

Dossier: "TRANSFORMAÇÕES CULTURAIS NO PÓS 25 DE ABRIL DE 1974

Frédéric Vidal, Marcos Cardão, Presentation
José Filipe Costa, Towards the south highway. Foreigners and nationals circulating in Torre Bela's
Marcos Cardão, "Pois Claro!" Music, polítics and desire in the RTP Portuguese Song Festival (1975 - 1982)
Luís Trindade, The Judgment of Se7e. A cultural history of Se7e magazine (1978-1982
Ana Bigotte Vieira, In the ALEPH - Notes about a research on Calouste Gulbenkian Foundation ACARTE Service (1984-1989)

ARTICLES
Jorun Poettering, Reflections on the competitiveness of Jewish-Portuguese commercial networks in the 17 th century
Ivo Coser, The concept of Party in the Brazilian political debate 1820-1920: continuities and ruptures
Gabriel Ribeiro, Whyte minority, anti-portugueseness and colonial heritage
Ivo Veiga, The 5 th Division of the General Staff General of the Armed Forces in Portuguese revolutionary process. Models, support and antagonisms
ON DEBATE
Guya Accornero, O «25 de Abril»: uma revolução nas ciências sociais
Sónia Vespeira de Almeida, O 25 de Abril na Antropologia portuguesa 40 anos depois: trajecto das invisibilidades e visibilidades


n. 66, 2014

Dossier: FIRST WORLD WAR

Maria Fernanda Rollo, Ana Paula Pires , Presentation
Ana Paula Pires, Richard S. Fogarty , Africa and the First World War
David Welch , The Final Throw of the Dice. General Ludendorff: Morale, 'Patriotic Instruction' and Imperial German Propaganda 1917-18
Fernanda Rollo , Soldier of Africa! How many medals did they put in your chest? Portugal and Africa in a Global War
François Cochet , On the way of total war on the western front: the weapons and their uses between 1914 and 1918
Jean-Claude Farcy , Law and justice during the First World War. The French example
Joana Dias Pereira , The 1917-1920 global agitation cycle
Michael Neiberg , The Crisis of 1914 and the Road to War Pierre Purseigle , A liberal art of war: Great Britain in the First World War


n. 65, 2013

Dossier: O CORPO DO ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO PORTUGUÊS: APOGEU E QUEDA

Luís Nuno Rodrigues, Apresentação, p. 7
Daniel Marcos, A NATO e o Corpo de Estado-Maior: implicações para a instrução dos oficiais, p. 9
João Campos Neves, A «refundação» do Corpo do Estado-Maior do Exército português no século XX, p. 25
Luís Nuno Rodrigues, Militares e política: a Abrilada de 1961 e a resistência do salazarismo, p. 39

ESTUDOS
Ana Isabel Buescu, A livraria de D. Teodósio (1510?-1563), duque de Bragança e sua dimensão numa perspectiva comparada, p. 59
Célia Reis, A Índia na Câmara dos Deputados – Aspetos económicos e financeiros. 1885-1910, p. 75
Diogo Campos Rodrigues, Maia Magalhães: um militar «demmocrático» na Grande Guerra e na resistência ao sidonismo, p. 93
Fátima da Cruz Rodrigues, A desmobilização dos combatentes africanos das Forças Armadas Portuguesas da Guerra Colonial (1961-1974), p. 113
José D'Assunção Barros, Retrodição – Um problema para a construção do tempo histórico, p. 129

MATERIAIS DA MEMÓRIA
Carlos Maurício, Um longo degelo: a Guerra Colonial e a descolonização nos ecrãs portugueses (1974-1994). Um inventário, p. 159

Recensões, p.


n. 64, 2013

Dossier: DO CORPORATIVISMO AO ESTADO SOCIAL DEMOCRÁTICO: INSTITUIÇÕES E PROJETOS

Miriam Halpern Pereira, Apresentação
Ana Campos, Maria Manuela Rocha, Corporativismo e assistência social: natureza e produção do «Estatuto de Assistência Social»
José Luís Cardoso, Nuno Estêvão Ferreira, A Câmara Corporativa (1935-1974) e as políticas públicas do Estado Novo
José António Pereirinha, Francisco Branco, Uma abordagem histórica dos padrões de rendimento mínimo em Portugal

ESTUDOS
Fernando Dores Costa, O Conde de Palmela em Cádis (1810-1812) e a candidatura de Carlota Joaquina à Regência de Espanha
Fernando Sá, Liberdade, Igualdade e Fraternidade no pensamento político de Antero de Quental
Filipe Abreu Nunes, O Recrutamento das Elites Administrativas no Portugal Contemporâneo
Alice Cunha, Presidências Portuguesas do Conselho da União Europeia (1992, 2000 e 2007)

DEBATES
Vinícius Dantas, A privança no Portugal restaurado. A historiografia sobre o 3.º Conde de Castelo Melhor

ESPELHO DE CLIO
Fernando Lopes, Conceição Andrade Martins, Irene Vaquinhas, Inácio Steinhardt, FÁTIMA SEQUEIRA DIAS: 1958-2013, p.

Recensões


n. 63, 2012

Dossier: A TRANSIÇÃO DEMOCRÁTICA PORTUGUESA: NOVOS CONTRIBUTOS HISTORIOGRÁFICOS

Ana Mónica Fonseca e David Castaño, Apresentação
David Castaño, Mário Soares e o sucesso da transição democrática: breves notas
Maria Inácia Rezola, Um Projeto Alternativo de Esquerda. Melo Antunes, os militares e a transição para a democracia em Portugal
Raquel Varela, O Partido Comunista Português e a Esquerda Militar. Contributo para o estudo da Crise Político-Militar na Revolução dos Cravos
Riccardo Marchi, As direitas radicais na transição democrática portuguesa (1974-1976)
Ana Mónica Fonseca, Apoio da Social-Democracia Alemã à Democratização Portuguesa (1974-1975)
Tiago Moreira de Sá, «Quando Portugal contou para a América». Os Estados Unidos e a Transição Democrática Portuguesa
Thiago Carvalho, Transição e Descolonização. As relações entre Portugal e o Brasil (1974-1976)

Dossier: INTERDISCIPLINARIDADE EM ACÇÃO. EXPERIÊNCIAS DE PESQUISA EM CONTEXTOS RURAIS
Ana Cabana Iglesia, Um sujeito incómodo para um tempo difícil. Atitudes camponesas e franquismo
João Baía, Bairro da Relvinha: memórias de resistência
Dulce Freire, Outras Lentes: a imagem em contextos rurais

Recensões


n. 62, 2012

ESTUDOS
Álvaro Garrido, Assistência e previdência no mar português A açao social das Casas dos Pescadores (1933-1958), p. 7
Viginia Baptista, Participaçao femnina no movimento mutualista do final da Monarquia ao Estado Novo, p. 31
Rui Filipe de Brito Camacho Duarte, O desenvolvimento do processo consilurativo milutar na Guiné até ao 25 de Abril de 1974, p. 53
Antonio Moliner Prada, La memoria de la Constitución de Cádiz en la España del siglo XIX, p. 71
Deivy Ferreira Carneiro, Mulheres honestas e qua a todos tratam bem. Retaçoes de género e violência verbal em Juiz de Fora (Minas Gerais), p. 87

ESPELHO DE CLIO
Miriam Halpern Pereira, Em memória de Hobsbawm, p. 103
Fátima Sá, Melo Ferreira, "0 dom da teoria" Eric Hobsbawm e os movimentos sociais, p. 110
Carlos Mauricio, Hobsbawm, ou quando o nacionalismo inventa a naçao, p. 113
Maria Fernanda Rollo, Hobsbawm, "verdadeiramente um grande historiador", p. 117

DOSSIER: INTERDISCIPLINARIDADE EM AÇAO. EXPERIÊNCIAS DE PESQUISA EN CONTEXTOS RURAIS
Dulce Freire, Victor Pereira, Introduçao, p. 125
Dulce Simöes, Memórias da guerra civil de Espanha em Barrancos perspetivas teórico-metodológicas para o estudo de um acontecimento, p. 129
Inês Fonseca, Aivados/Baixa da Banheira/Movimentos de precàrios. Consideraçoes em torno do trabalho etnográfico, p. 145
Marta Silva, Redes de emigraçao clandestina no concelho de Penedono (1960-1974): fontes e metodologia, p. 157

MATERIAIS DA MEMÓRIA
Magda Pinheiro, Lembrando o movimento estudantil de 1962: três testemunhos, p. 171 José Medeiros Ferreira, O movimento estudantil como motor da democratizaçao da Universidade e da liberdade em Portugal, p. 173
Isabel do Carmo, Ano de 1962, Mulher, 21 anos, p. 179
José Medeiros Ferreira, Esplendor na relva, p. 183
Octávio Quintela, Algumas consideraçoes a propósito da crise académica de 1962, p. 187

Recensöes, p. 193
Resumos/Résumés/Abstracts, p. 221
Lista de colaboradores, p. 229


n. 61, 2011

DOSSIER: NEW PERSPECTIVE ON THE HISTORY OF TRANSPORT

Luís Espinha da Silveira, Daniel Alves, Nuno Miguel Lima, Ana Alcântara, Josep Puig-Farré, Railways, population and territorial inequality in Portugal, 1801-1930, p. 7
Magda Pinheiro, Nuno Miguel Lima, Joana Paulino, Time and price of transport: The use of the railway network in the late nineteenth century, p. 39

STUDIES
David Martín Marcos, Spanish visions of some banned in Portugal (1668-1700): about a new Iberian Union, p. 67
Ismael Cerqueira Vieira, The pioneering of Madeira in the treatment of tuberculosis in the mid-nineteenth century, p. 85
Maria Fernanda Rollo, Maria Inês Queirós, Tiago Brandão, To Think and encourage science. The creation of the Junta Nacional de Educação and the scientific organization policy of the Estado Novo, p. 105
José D'Assunção Barros, The Post-Modern Historiography, p. 147

DEBATES
Isabel Corrêa da Silva, The ' Patriot ' means literate elites, ideology and nation in the process of political emancipation Ibero-americano. Bibliographic roadmap, p. 171

Recensões, p. 189
Resumos, p. 201
Lista de colaboradores, p. 209


n. 60, 2011

ESTUDOS

PRESTÍGIO, RITUAIS E INSTITUCIONALIZAÇÃO DO PODER
Ana Isabel Buescu, A morte do rei. Tumulização e cerimónias de trasladação dos reais corpos (1499-1582), p. 9 José Antonio Guillén Berrendero, Iconografia da honra e do prestígio: Reis de Armas e Cavaleiros das Ordens Militares em Portugal e Castela (séculos XVII-XVIII), p. 35
José Subtil, Pombal e o Rei: valimento ou governamentalização?, p. 53

TENSÕES E REFORMAS EM JOGO DURANTE AS INVASÕES FRANCESAS
Teresa Fonseca, A perseguição aos magistrados régios no rescaldo da primeira invasão francesa. O caso do Alentejo, p. 73
António Pedro Manique, Junot e as influências francesas na reforma da administração pública em Portugal. O papel dos corregedores-mores, p. 101

O ESTADO NOVO ENTRE DISCURSOS E PRÁTICAS
Ana Carina Azevedo, Discurso colonial do Estado Novo na imprensa das organizações femininas do regime: A Menina e Moça e a Presença, p. 115
David Castaño, O Aliado Fiel. As negociações para o acordo de exploração e exportação de urânio de 1949, p. 133
Helena da Silva, Selecção e discriminação dos profissionais de enfermagem durante o Estado Novo (1938-1963), p. 151


ESPELHO DE CLIO
Ferdinand Opll, The European Atlas of Historic Towns. Project, Vision, Achievements, p. 169

CRÍTICAS E DEBATES
Joana Pontes, História, memória e política, p.

Recensões, p.
Índices (2006 - 2011), p.
Resumos, p.

[Elenco riviste][Periodicals list][Liste revues] vai agli indici degli anni precedenti / previous document / document precédént
© Fondazione Istituto Internazionale di Storia Economica"F. Datini"